Anúncios Patrocinados
Boa Noite - Mauá,
Sábado, 28 de março de 2020
 
 
 
Mauá Virtual
 

 
quarta-feira, 24 de outubro de 2018 - 07:50h
"Biópsia da mama " Conheça mais este procedimento
 

A biópsia da mama é um exame de diagnóstico no qual o médico retira um pedaço de tecido do interior da mama, geralmente de um nódulo, para avaliar no laboratório e observar se existem células cancerígenas.

Normalmente, este exame é feito para confirmar, ou despistar, o diagnóstico de câncer de mama, especialmente quando outros exames como a mamografia ou a ressonância magnética indicaram a presença de alterações que podem indicar câncer.

A biópsia pode ser feita no consultório do ginecologista com aplicação de anestesia local e, por isso, a mulher não precisa ficar internada.


Como é feita a biópsia

O procedimento para fazer a biópsia da mama é relativamente simples. Para isso, o médico:

Aplica anestesia local em uma região da mama;
Insere uma agulha na região anestesiada;
Recolhe um pedaço de tecido do nódulo identificado em outros exames;
Retira a agulha e envia a amostra de tecido para o laboratório.
Muitas vezes, o médio pode utilizar um aparelho de ultrassom para ajudar a guiar a agulha até ao nódulo, garantindo que a amostra é retirada do local correto.



Além de fazer a biópsia do nódulo na mama, o médico pode ainda fazer uma biópsia de um nódulo linfático, geralmente na região da axila. Caso isso aconteça, o procedimento será semelhante ao da biópsia na mama.

Quando é necessário fazer cirurgia

Dependendo do tamanho do nódulo, do histórico da mulher ou do tipo de alterações identificadas na mamografia, o médico pode ainda optar por fazer a biópsia recorrendo a uma pequena cirurgia. Nesses casos, a cirurgia é feita em um hospital com anestesia geral e pode já incluir a remoção total do nódulo.

Assim, caso seja confirmada a presença de câncer, a mulher poderá já não necessitar de fazer cirurgia, podendo iniciar o tratamento com radio ou quimioterapia, para eliminar restos de células malignas que tenham ficado na mama.

A biópsia da mama dói?

Uma vez que é utilizada anestesia local na mama, geralmente a biópsia não causa dor, porém, é possível sentir pressão sobre o peito, o que, em mulheres mais sensíveis, pode causar algum desconforto.

Geralmente, a dor é sentida apenas durante as pequena picadas que o médicos faz na pele para introduzir a anestesia na mama.

Principais cuidados após a biópsia
Nas primeiras 24 horas após a biópsia é recomendado evitar atividade física extenuantes, mas a mulher pode regressar às tarefas diárias normais, como trabalhar, fazer compras ou arrumar a casa, por exemplo. No entanto, é importante consultar o médico, se nos primeiros dias surgirem sintomas como:

Inchaço da mama;


Sangramento no local da biópsia;
Vermelhidão ou pele quente.
Além disso, é comum o surgimento de um pequeno hematoma no local onde a agulha foi inserida, por isso, o médico pode receitar um analgésico ou um anti-inflamatório, como Paracetamol ou Ibuprofeno, para aliviar o desconforto nos dias seguintes.

Como interpretar os resultados

O resultado da biópsia da mama deve ser sempre interpretado pelo médico que pediu o exame. No entanto, os resultados podem indicar:

Ausência de células cancerígenas: isso significa que o nódulo é benigno e, por isso, não é câncer. No entanto, o médico pode aconselhar manter vigilância, especialmente se o nódulo tiver aumentado de tamanho;
Presença de células cancerígenas ou tumorais: geralmente indica a presença de câncer e também indica outras informações sobre o nódulo que ajudam o médico a selecionar a melhor forma de tratamento.
Caso a biópsia tenha sido feita com cirurgia e com remoção do nódulo, é comum que, além de indicar a presença ou não de células cancerígenas, o resultado também descreva todas as características do nódulo.

Quando a biópsia dos nódulos linfáticos e positiva e indica a presença de células tumorais, normalmente indica que o câncer já está se espalhando da mama para outros locais.

Quanto tempo demora o resultado

Normalmente os resultados da biópsia da mama podem demorar até 2 semanas, e normalmente o relatório é enviado diretamente para o médico. No entanto, alguns laboratórios podem entregar o resultado à própria mulher, que depois deve marcar uma consulta no ginecologista para avaliar o significado do resultado.

Fonte:tuasaude

 
Comente
Enviar Notícia à um Amigo  Imprimir Notícia  
 

Perfil do colunista

Ednei da Silva Cícero
Formado em técnico de imobilização ortopédica, graduado em tecnólogo em radiologia médica e pós graduado em anatomia clínica e morfólogica. Professor de anatomia e radiologia em escola técnica e palestrante na área saúde. Atuante na área da radiologia e na ortopedia em hospital.
 

Escreve sobre

Informações sobre a área da saúde, tratamentos e diagnósticos, levando aos leitores informações para esclarecer suas dúvidas e trazer mais conhecimento sobre sua saúde.
 

Contato

Site     Email

As últimas

1ª 27/06/2019
Julho Amarelo - Combate às hepatites virais

2ª 20/06/2019
Saiba mais sobre Hérnia umbilical !

3ª 27/05/2019
Fique por dentro das doenças causadas pela má alimentação.

4ª 19/11/2018
ESCOLIOSE

5ª 24/10/2018
"Biópsia da mama " Conheça mais este procedimento

     



Mauá Virtual - O Guia Virtual da Cidade
Todos os direitos reservados - 2020 - Desde 2003 à 6228 dias no ar.

Página Inicial     Anuncie Conosco     Fale Conosco
 
Projeto desenvolvido
pela Agência de
Web & Design Globeweb
www.globeweb.com.br
Produzido por | globeweb | www.globeweb.com.br