NOTÍCIA ANTERIOR
Corinthians busca vaga na Copa do Brasil contra Inter para manter astral em alta
PRÓXIMA NOTÍCIA
Santo André faz promoção para lotar Bruno Daniel em final
DATA DA PUBLICAÇÃO 20/4/2017 | Esportes
Corinthians perde para Internacional nos pênaltis e é eliminado na Copa do Brasil
 Corinthians perde para Internacional nos pênaltis e é eliminado na Copa do Brasil Foto: Agência Corinthians/Divulgação
Foto: Agência Corinthians/Divulgação
O Corinthians fez mais uma daquelas atuações que não encantavam, mas parecia que daria certo, até que um gol contra, do lateral-direito Fagner, levou a decisão para os pênaltis e deu tudo errado. O time do técnico Fábio Carrile está fora da Copa do Brasil. Com emoção até o fim, o Internacional venceu por 4 a 3 na disputa de pênaltis, após empate por 1 a 1 no tempo normal, no estádio Itaquerão, em São Paulo.

É a terceira eliminação do Corinthians nos pênaltis em sua arena. O time já havia caído diante do Audax e do Palmeiras, ambos em semifinais do Campeonato Paulista. Um dos vilões desta vez foi o lateral-esquerdo Guilherme Arana, que chutou por cima a última cobrança e a chance de classificação do time alvinegro. Antes, Marquinhos Gabriel e Maycon tiveram seus chutes defendidos pelo goleiro Marcelo Lomba.

O Corinthians chegou ao seu 22.º jogo na temporada e, na maioria deles, fez o contrário do que se prega do futebol moderno. Contra o Internacional, não foi diferente e desta vez deu errado. O time de Fábio Carille não é de ficar com a bola no pé, tocar e tocar, em busca de um espaço, como faz grandes clubes da Europa e alguns times do futebol brasileiro.

O time corintiano é objetivo e não faz muitas cerimônias com a bola no pé. Isso não faz com que se veja um espetáculo em campo e muitas vezes custa caro, como aconteceu nesta quarta-feira. Entre excesso de erros de passes e ansiedade na finalização que faz o time perder boas oportunidades de ter o placar mais dilatado, a equipe alvinegra tem conseguido chegar mais longe do que muita gente espera.

Diante do Internacional, uma pequena diferença em relação aos outros jogos. O gol rápido. Logo aos sete minutos, Fagner cobrou lateral para a área, Jô deu um leve desvio para Maycon bater no canto esquerdo de Marcelo Lomba, resultado que obrigava o clube gaúcho a marcar dois gols.

E o roteiro tão conhecido dos corintianos voltou à tona, principalmente no primeiro tempo. O adversário pressionava, mas sem muito espaço para entrar na área e apostava nos cruzamentos, onde Pablo e Balbuena devem ter ficado com dor de cabeça tamanha quantidade de cabeceios necessários para afastar o perigo.

No segundo tempo, a pressão foi ainda maior e, desta vez, os espaços apareceram e o Internacional aproveitou. Aos 26 minutos, após boa defesa de Cássio, Nico López cruzou pela direita e Fagner, ao tentar tirar, marcou contra. Nico López é bem conhecido do corintiano. Ele fez um dos gols do Nacional, do Uruguai, no jogo em que culminou na eliminação da equipe da Copa Libertadores do ano passado.

O gol sofrido fez o Corinthians partir para o ataque e foi a vez dele perder chances de garantir a vaga. A decisão foi para os pênaltis e o Internacional venceu por 4 a 3. Jadson, Jô e Fagner marcaram para o Corinthians. Brenner, William, Valdivia e Diego fizeram para os gaúchos. Maycon e Marquinhos Gabriel tiveram suas cobranças defendidas por Marcelo Lomba. Já Cássio pegou a bola chutada por Ortiz, mas não evitou a eliminação.

"Difícil falar alguma coisa agora. Nós lutamos, fizemos um bom jogo, mas não conseguimos. Não podemos achar que está tudo errado", disse o zagueiro Balbuena. Talvez, o paraguaio tenha razão, mas, agora, o sentimento que fica é só de decepção.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 (3) x (4) 1 INTERNACIONAL

CORINTHIANS -
Cássio; Fagner, Pablo, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel (Marquinhos Gabriel), Maycon, Rodriguinho, Jadson e Romero (Clayton); Jô. Técnico: Fábio Carille.

INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; William, Leo Ortiz, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Anselmo, Roberson (Valdivia) e Felipe Gutierrez (Carlos); Brenner e Nico Lopez (Diego). Técnico: Antônio Carlos Zago.

GOLS - Maycon, aos 7 minutos do primeiro tempo; e Fagner (contra), aos 26 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Gabriel (Corinthians); Felipe Gutiérrez e Marcelo Lomba (Internacional).

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (RJ).

RENDA - R$ 1.639.381,20.

PÚBLICO - 32.352 pagantes.

LOCAL - Estádio Itaquerão, em São Paulo (SP).

Por Estadão Conteúdo - Diário Online
Assine nosso Feed RSS
Últimas Notícias Gerais - Clique Aqui
As últimas | Esportes
28/4/2017 | Ramalhão revive bons tempos em decisão contra o Ituano no Brunão
27/4/2017 | Palmeiras arranca no segundo tempo e bate Peñarol de virada por 3 a 2
26/4/2017 | No Uruguai, Palmeiras jogará contra o Peñarol para vencer e acalmar os ânimos
As mais lidas de Esportes
28/4/2017 | Ramalhão revive bons tempos em decisão contra o Ituano no Brunão
27/4/2017 | Palmeiras arranca no segundo tempo e bate Peñarol de virada por 3 a 2
As mais lidas no Geral
27/4/2017 | Motoristas ficam na mira de assaltantes em trecho do Rodoanel em Mauá
27/4/2017 | Obra em conjunto habitacional de Mauá deve ficar pronta em maio
28/4/2017 | Santa Casa de Mauá disponibiliza novo serviço de agendamento
Mauá Virtual
O Guia Virtual da Cidade

Todos os direitos reservados - 2017 - Desde 2003 à 5163 dias no ar.